logotipo_grio.png

GRUPO DE PESQUISA: GRIÔ

teste_2.png

O GRUPO DE PESQUISA GRIÔ: CULTURAS POPULARES, ANCESTRALIDADE E EDUCAÇÃO surge no ano de 2010 na Faculdade de Educação da UFBA, a partir da necessidade de criação de espaços de discussão e fomento de projetos de pesquisa e extensão que abordassem as temáticas historicamente secundarizadas no ambiente acadêmico, quais sejam: culturas populares e identitárias, saberes e fazeres tradicionais, ancestralidades africana e indígena, espaços não-formais de educação, educação popular, entre outras temáticas.

Desde então temos acolhido estudantes e pesquisadores interessados no aprofundamento de questões relacionadas a essas temáticas, através de projetos de pesquisa em todos os níveis – graduação, especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado – bem como também, através de projetos de extensão como o “Projeto AÚ” que organiza rodas de diálogo com mestres e mestras de capoeira e da cultura popular no espaço da universidade e o  “Projeto Griô: Memória, Educação e Cultura na Comunidade do Alto das Pombas”, que atua numa comunidade localizada próxima à UFBA, atendendo crianças, jovens e adultos a partir de ações socioculturais e educativas utilizando a arte educação como ferramenta pedagógica, através de oficinas culturais, saraus, cineclubes, festivais, cortejos culturais entre outras ações.

Ligadas ao Grupo de Pesquisa Griô estão também diversas disciplinas oferecidas pela Faculdade de Educação aos estudantes de graduação e pós-graduação da UFBA, tais como: Capoeira I e II, Cultura Popular e Educação, Educação e Identidade Cultural, além das ACCSs (Ação Curricular na Comunidade e Sociedade): Saberes e Fazeres das Culturas Populares na Educação, Mestres e Mestras das Culturas Populares e a Educação.