1/5
CULTURAS POPULARES, ANCESTRALIDADE E EDUCAÇÃO

O Grupo de Pesquisa GRIÔ: Culturas Populares, Ancestralidades e Educação, lotado na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, vem reafirmar o comprometimento com um esforço coletivo de trazer ao debate e ao espaço acadêmico, os temas referentes às culturas populares historicamente silenciadas e excluídas deste meio, em diálogo com a educação e a produção de conhecimento. Diante disso, estamos propondo a realização do IV SEMINÁRIO GRIÔ: CULTURAS POPULARES e DIVERSIDADE nos dias 28, 29 e 30 de setembro de 2021, que abre espaços de socialização de pesquisas, produções culturais e iniciativas educacionais, sejam elas no campo formal e não-formal, no âmbito de comunidades tradicionais,  proporcionando um fértil espaço de troca de saberes e experiências, tendo como pano de fundo o processo de construção de identidades na perspectiva de resistência aos processos conservadores de intolerância, discriminação, ataques aos direitos e conquistas sociais e ao projeto genocida do atual governo presentes no contexto político brasileiro.

 

Nos anos de 2014, 2017 e 2019 foram realizadas as edições anteriores do Seminário Griô na UFBA, evento que tem se consolidado como importante espaço de afirmação dessa temática no âmbito acadêmico, superando nas edições anteriores as expectativas de público, com a presença de centenas de participantes de diferentes áreas do conhecimento, advindos de todas as regiões do Brasil e países vizinhos.

 

Dialogando com a Educação Popular e o Pensamento Decolonial, que se fortalece dia a dia no Brasil e América Latina, a proposta do Seminário Griô prioriza e destaca a presença dos mestres e mestras das culturas populares, bem como de sujeitos pertencentes às comunidades tradicionais, educadores e artistas populares  numa perspectiva horizontal em relação aos pesquisadores acadêmicos, proporcionando um espaço democrático e diverso de compartilhamento e trocas de saberes, visando avanços no processo de difusão, fomento e fortalecimento dos saberes populares e tradicionais como necessários nos processos de construção de conhecimento em todos os âmbitos, bem como na humanização da sociedade.

 

O IV SEMINÁRIO GRIÔ: CULTURAS POPULARES E DIVERSIDADE será realizado de forma virtual devido ao contexto da pandemia da COVID 19, e contará com espaços para socialização de pesquisas, produções culturais e iniciativas educacionais que dialoguem sobre e com as culturas populares, discutidas e aprofundadas nos diferentes âmbitos e áreas, permitindo uma multiplicidade de abordagens numa perspectiva interdisciplinar. As dinâmicas propostas se inspiram também nas experiências advindas das culturas populares, onde serão priorizadas os círculos de discussão, rodas de conversa, e apresentações culturais entre outras propostas, experimentando diferentes formatos para um evento acadêmico não presencial devido à pandemia

OBJETIVOS

• Promover debates acerca das culturas populares e de suas interfaces com a educação;

• Dar visibilidade à produção cultural e científica acerca da revitalização e fortalecimento das manifestações das culturas populares no cenário contemporâneo;

• Garantir a presença de mestres e mestras dos saberes populares no espaço acadêmico com a devida dignidade e reconhecimento que merecem;

• Contemplar iniciativas no campo educacional nos espaços não-formais e formais;

• Ampliar as fronteiras do ambiente acadêmico a partir das experiências e vivências no universo das culturas populares;

• Fomentar e aprofundar o debate sobre políticas públicas no âmbito das culturas populares.

Entre a história e a memória, eu quero ficar com a memória.
- Ailton Krenak

"

"

COMISSÃO CIENTÍFICA

PRESIDENTE: Pedro Rodolpho Jungers Abib - Doutor - Universidade Federal da Bahia

Bruno Otávio Abrahão - Doutor - Universidade Federal da Bahia

Francisco Nunes Neto - Doutor - Universidade Federal do Sul da Bahia

Admilson Santos - Doutor - Universidade Federal da Bahia

Daniela Amoroso - Doutora - Universidade Federal da Bahia

Marco Barzano - Doutor - Universidade Estadual de Feira de Santana

Elízia Cristina Ferreira - Doutora - Universidade da Integração Internacional Luso Afro Brasileira

Solange Nascimento - Doutora - Universidade Federal do Tocantins

Everton Machado Paim de Oliveira - Doutorando - Universidade Federal da Bahia

Roberto Remígio Florêncio - Doutorando - Universidade Federal da Bahia

Eliane de Fátima Boa Morte - Doutoranda - Universidade Federal da Bahia

Eliseu Pereira Couto - Doutorando - Universidade Federal da Bahia

Marta Alencar - Doutoranda - Universidade Federal da Bahia

Tomé Miranda Maloa - Doutorando - Universidade Federal da Bahia

Paulo Cesar Gonçalves - Doutorando - Universidade Federal da Bahia

APOIO:

CCPI.png
governo.png

REALIZAÇÃO:

brasao_ufba.jpg